4 de novembro de 2009

Criança



Criança bela, inocente,
Serás o quê amanhã?
Serás nada, serás gente?
Futuro breve o dirá!...

Quero sentir teu sorriso
Assim, pela vida fora!
Ter tua candura é preciso,
Tal qual como ela é agora.

Como tu tenho que ser,
Se quero um dia viver
No futuro ainda por vir...

Agora, enquanto aqui ando,
Deixa-me ver-te brincando,
Tua alegria sentir!

Jacinto Marques

0 comentários:

Enviar um comentário