24 de novembro de 2009

Hino à Maternidade


Hino à Maternidade

Todos os botões de rosa que agora despontam
Imaculados
Nas roseiras que despertam do sono invernal
Em centelhas de perfume e de cor
Sem igual
E que irão eclodir em rosas de alegria
Pela Primavera
Eu transformo em poesia

Que te ofereço
Ó jovem e linda mulher
Que em esplendor de amor
Vives a esperança
De florescer
Numa criança
A espera
De ser mãe

E proclamo-te rainha de toda aTerra
Num êxtase de futuro e felicidade
O triunfo da Maternidade

Henrique Pedro

0 comentários:

Enviar um comentário