22 de março de 2010

Poema


(Jade Goody, vítima de cancro do colo do útero)

Poema

Até o jade se parte,
até o ouro se dobra,
até a plumagem de quetzal se despedaça...
Não se vive para sempre na terra!
Duramos apenas um instante!

Poemas Ameríndios
(poemas mudados para português por Herberto Helder)

0 comentários:

Enviar um comentário