15 de junho de 2010

Princípios



Princípios

Podíamos saber um pouco mais
da morte. Mas não seria isso que nos faria
ter vontade de morrer mais
depressa.

Podíamos saber um pouco mais
da vida. Talvez não precisássemos de viver
tanto, quando só o que é preciso é saber
que temos de viver.

Podíamos saber um pouco mais
do amor. Mas não seria isso que nos faria deixar
de amar ao saber exactamente o que é o amor, ou
amar mais ainda ao descobrir que, mesmo assim, nada
sabemos do amor.

Nuno Júdice

1 comentários:

grapilho disse...

Como são largos os caminhos
assim deverá ser a vontade
de juntar todos os pedacinhos
sejam de mentira ou verdade

O tempo urge, se vá em frente
levante-se a névoa da vida
que se imponha toda a gente
mesmo os de vontade perdida

Olhar em frente p'ró horizonte
é ver muito mais além
é ver lugar depois da ponte
é ver que nos espera alguém

"Grapilho"

Enviar um comentário