11 de julho de 2010

Canção a S Bento



Um dia um vizelense acordou,
Fez contas e viu que tinha sonhado,
Durante mais de um século então cismou;
Que é que no meu sonho está errado?
...Saltou da cama lesto e de mansinho.
A S. Bentinho perguntou-lhe assim:
Será pecado eu amar, a terra que me viu nascer?
Será pecado desejar, viver aqui e aqui morrer?
A raiva que trago no peito,da gente será um defeito?
Responde lá mas tem cautela, falas p'ra Vizela e não só p'ra mim!!!
S. Bento amigo firme e seguro,nervoso quase caiu do penedo!
Pensou, querem lá ver que este maduro,
que nunca foi cobarde, está com medo?
Olhou o Zé Vizela longamente,
E docemente disse-lhe a sorrir.
Não é pecado tu amares, a terra que te viu nascer!!!!
Não é pecado desejares, viver aqui e aqui morrer!!
A raiva que trazes no peito, Essa sim, é um defeito!
Trabalha, luta, vais vencer,
E quando festa houver, eu também quero ir.

ODETE ALMEIDA.(NO TEMPO DA LUTA PELO CONCELHO)

0 comentários:

Enviar um comentário