27 de fevereiro de 2011

A Gaiola



A Gaiola


E era a gaiola e era a vida era a gaiola
E era o muro a cerca e o preconceito
E era o filho a família e a aliança
E era a grade a filha e era o conceito
E era o relógio o horário o apontamento
E era o estatuto a lei e o mandamento
E a tabuleta dizendo é proibido.

E era a vida era o mundo e era a gaiola
E era a casa o nome a vestimenta
E era o imposto o aluguel a ferramenta
E era o orgulho e o coração fechado
E o sentimento trancado a cadeado.
E era o amor e o desamor e o medo de magoar
E eram os laços e o sinal de não passar.
E era a vida era a vida o mundo e a gaiola
E era a vida e a vida era a gaiola.

Maria do Carmo Melo